BUSINESS MODEL

CANVAS

QUERO SABER MAIS SOBRE O TEMA

LER MAIS

CONSTRUIR MODELO DE NEGÓCIO

CLIENTES E OFERTA

VIABILIDADE

FINANCEIRA

MODELO DE NEGÓCIO: NETFLIX

TENDÊNCIAS ATUAIS

BUSINESS MODEL CANVAS

Um modelo de negócio descreve a lógica de como uma organização cria, proporciona e obtém valor.

O Business Model Canvas (Tela do Modelo de Negócio) é um modelo que permite descrever todo o negócio de forma mais simples e visualmente atrativo para criar estratégicas alternativas novas.


Segundo Alexander Osterwalder o modelo de negócio pode ser descrito em 9 blocos constitutivos básicos que mostram a lógica de como uma empresa tem intenções de gerar dinheiro.

SABE O QUE É?

INFRAESTRUTURA

Hoje em dia estão a emergir inúmeros modelos de negócio inovadores. Estão a ser formadas indústrias completamente novas, ao mesmo tempo que as antigas se esboroam.

COMO CRIAR UM MODELO DE NEGÓCIO

A Tela de um Modelo de Negócio é uma ferramenta de gestão estratégica, permitindo desenvolver ou inovar modelos de negócio.


Para isso cria-se este mapa visual constituído por nove blocos que cobrem quatro principais áreas de um negócio: clientes, oferta, infraestrutura e viabilidade financeira.

PARCEIROS

CHAVE

ATIVIDADES
CHAVE

RECURSOS CHAVE

PROPOSTA
VALOR

RELAÇÃO
CLIENTE

CANAIS

SEGMENTOS CLIENTES

FLUXOS RENDIMENTO

ESTRUTURA CUSTOS

PARTE ESQUERDA DA TELA

Eficiência

Valor

PARTE DIREITA DA TELA

Para um desenvolvimento de um modelo de negócio deve-se definir cada elemento da Tela, preferencialmente pela ordem abaixo.


NOTA: cada elemento deve ser definido estrategicamente em concordância com os outros blocos. Por exemplo, para um segmento de clientes com mais de 65 anos o canal de distribuição não deve ser exclusivamente online.

Segmentos de Clientes

Define os vários grupos de pessoas ou as organizações que uma empresa visa atingir ou servir. Sem clientes lucrativos nenhuma empresa pode sobreviver. Os grupos de clientes representam segmentos diferentes quando as necessidades assim os exigem e justificam uma oferta diferente.

  • Mercado de Massas
  • Nicho de Mercado
  • Segmentado
  • Diversificado
  • Plataformas Multilaterais

Proposta de Valor

  • Novidades
  • Desempenho
  • À medida do cliente
  • "Fazer o trabalho"
  • Design
  • Marca/estatuto social

Descrição do conjunto de produtos e serviços que criam valor para um segmento de clientes específico, especificando a razão pelo qual os clientes preferem uma empresa e não outra.

Resolve os problemas de cada segmento e satisfaz-lhes as necessidades, sendo assim uma agregação de benefícios para os clientes.

  • Preço
  • Redução de custos
  • Redução do risco
  • Acessibilidade
  • Conveniência/facilidade de uso

Canais

Descrição de como a empresa comunica e tenta influenciar os seus segmentos de clientes para proporcionar uma proposta de valor.

Os três pilares são a comunicação, a distribuição e canais de venda, fazendo parte da relação da empresa com os clientes.

Próprio |

Tipos de Canais

Indireto

  • Forças de Vendas
  • Lojas Próprias
  • Vendas Online


  • Lojas de Parceiros
  • Grossistas

Direto

Próprio |

Relações com os Clientes

  • Assistência pessoal (call-centers)
  • Assistência pessoal dedicada (serviços bancários privados)
  • Self-Service (Quiosque Self-Service McDonald's)
  • Serviços automatizados (recomendações de produtos online)
  • Comunidades (troca de conhecimentos entre utilizadores)
  • Co-Criação (Amazon solicita aos clientes para escreverem apreciações)

Definição do tipo de relações que a empresa deseja estabelecer com cada segmento de clientes. As relações vão desde as pessoais às automatizadas. As motivações podem ser:

Aquisição de clientes | Retenção de clientes  |  Aumento das vendas

Fluxos de Rendimento

Este bloco diz respeito aos rendimentos de transações resultantes de pagamentos feitos de uma só vez pelo cliente ou recorrentes resultantes de pagamentos contínuos por entrega de uma proposta de valor ao cliente ou apoio ao cliente na fase pós-venda.

Como gerar Fluxos de Rendimentos?

  • Venda de Ativos
  • Taxa de utilização
  • Assinaturas
  • Empréstimo/Arrendamento/Leasing
  • Licenciamento
  • Comissões de intermediação
  • Publicidade

Recursos Chave

  • Físicos
  • Intelectuais
  • Humanos
  • Financeiros

Quais os ativos mais importantes para o funcionamento do modelo de negócio? A inovação e reinvenção do negócio está bem presente no caso de plataformas digitais, tal como a Uber em que não tem automóveis como recursos mas sim a plataforma digital e a marca.


Os Recursos-Chave podem ser:

Atividades-Chave

Identificação das atividades que a empresa desenvolve para que o seu modelo de negócio funcione e consiga gerar rendimentos. São as atividades mais importantes que uma empresa deve fazer para ter sucesso. Por exemplo:

  • Produção (concepção, design, fabricação e entrega de um produto)
  • Resolução de problemas (p.e.: consultoras, hospitais e outros serviços)
  • Plataforma/rede (p.e.: eBay, Microsoft ou Uber)

Parcerias-Chave

  • Optimização e economias de escala
  • Redução do risco e da incerteza
  • Aquisição de recursos e atividades específicas

Análise e identificação da rede de fornecedores e de parceiros, para criar alianças estratégicas de forma a reduzir o risco, adquirir recursos e optimizar modelos de negócio.

Três motivações para criar parcerias:

Estrutura de Custos

Descrição dos custos mais importantes que a empresa incorre para operar um determinado modelo de negócio. São calculados depois de definir os recursos-chave, as atividades-chave e as parcerias-chave.

Existem duas classes de estruturas de custos:

  • Movidos pelos custos (p.e.: linhas aéreas low-cost)
  • Movidos pelo valor (p.e.: hotéis de luxo)
  • Custos fixos - não dependem do volume de bens ou serviços produzidos
  • Custos variáveis - variam proporcionalmente com o volume produzido
  • Economias de escala - custo unitário diminui com o aumento da produção
  • Economias de âmbito - custos que podem servir vários produtos

As estruturas de custos podem ter as seguintes características:

MODELO DE NEGÓCIO

Numa era digital como a presente, os modelos de negócio vieram revolucionar setores que pareciam já ser de sucesso. Ainda assim empresas como a Netflix são casos de enorme reinvenção e que lideram mercados de consumo de conteúdo de entretenimento.

Abaixo fazemos a análise e construção da tela do modelo de negócio da Netflix

SEGMENTOS CLIENTES

FLUXOS RENDIMENTO

RELAÇÃO
CLIENTE

CANAIS

PROPOSTA
VALOR

ATIVIDADES
CHAVE

RECURSOS CHAVE

ESTRUTURA CUSTOS

PARCEIROS

CHAVE

Fornecedores de TV por Cabo

Produtores de Conteúdo

Emissoras

Produção

Licenciamento

Análise de Dados

Base de Dados - Clientes

Algoritmo

Portfolio

Marca

Variedade de conteúdos

Streaming sem anúncios

Acessível ao público-alvo

Self-Service

Qualquer Dispositivo

App

Amantes de Filmes (190 países)

Marcas

Produção

I&D

Licenciamento

Desenvolvimento Tecnológico

Custos Gerais e Administrativos

Subscrição

Product Placement

Como podemos ver pela Tela do modelo de negócio da Netflix, alguns blocos diferem de acordo com os segmentos de clientes, sendo estes "Amantes de Filmes" e as "Marcas". Isto deve-se a um significativo investimento por parte das marcas na colocação dos seus produtos nas séries, filmes e documentários, sendo mais uma fonte de rendimento da Netflix.

A inovação e reinvenção dos negócios nos últimos tempos têm sido a um ritmo exponencial.
Assim as principais tendências atuais são:

TENDÊNCIAS ATUAIS DE MODELOS DE NEGÓCIO

  • Modelos de subscrição em serviços extra
  • Criação de plataformas online para negócios
  • Negócios sociáveis e autênticos
  • Focos nos recursos humanos
  • Alianças estratégicas com parceiros
  • Obsessão no valor gerado para o cliente
  • Inovação de forma constante
  • Gestão e estratégia desenhadas com base em dados
  • Foco intenso em tecnologia e digital

QUER SABER MAIS?

Fale connosco! Podemos ajudá-lo a desenhar e optimizar o seu negócio,
com foco no sucesso e rentabilidade!

QUERO SABER MAIS SOBRE O TEMA!

QUER CONHECER OUTRAS DICAS?

VISITE O PORTAL BUZZ MI

BUZZ MI!