Determinação, perseverança

e paixão pelo Handebol.

Conheça melhor Felipe Casão

e sua história no esporte.

Felipe Rêgobarros

Presidente

Natural do Recife, 53 anos Advogado, Gestor Esportivo, Militante do desporto há mais de 35 anos

Gestão Esportiva

-Auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva – STJD/CBF (2020 - em exercício);

-Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (2018/2019/2020);

-Diretor de Esportes do Clube Português do Recife (2007/ 2020 - em exercício);

-Secretário Extraordinário de Projetos de Esporte Lazer e Cultura da Prefeitura da cidade do Recife (2016);

-Presidente do Sindicato dos Clubes Sociais e Esportivos de Pernambuco (2013 a 2017);

-Auditor do Tribunal de Justiça Desportiva dos Desportos Universitários - Indicado pela OAB/PE (2020 - em exercício); -Técnico de Handebol da Equipe Adulta Masculina do Clube Português do Recife (1998 a 2020 - em exercício);

-Vice-Presidente de Futebol do Santa Cruz Futebol Clube (2018);

-Técnico de Handebol da Equipe Masculina das Faculdades Integradas AESO Barros Melo (2002 a 2016);

-Membro do Conselho de Administração da Confederação Brasileira de Handebol (2015 a 2019).

Marcelo Rizzotto (Cebola)

Primeiro Vice-presidente

Atleta mais votado na eleição para representantes dos atletas em agosto/2020, Marcelo Rizotto tem em seu currículo muitas vitórias.

Gestão Esportiva

- Atleta de Handebol desde 1988

- Bi-campeão dos Jogos Abertos do Paraná

- Tetracampeão Copa Paraná

- Vice-Campeão Brasileiro

- Bi-campeao dos Abertos Regionais de SP por Presidente Prudente

- Gestor da Associação Cascavelense de Handebol desde 2012

Segundo Vice-presidente

Acreana, 57 anos. Formada em Filosofia (Sinal, 2012), possui especialização em Educação Especial na Perspectiva Inclusiva (Sinal, 2020).

Maria Rosaídes Dantas Barros

Gestão Esportiva

- Atleta de Handebol- Atuou na Secretaria de Esporte

do Acre-2015 /2018

- Acompanhou a Delegação Acreana como chefe

de delegação na Cidade de Curitiba/PR.

- Atualmente Presidente da Federação Acreana

de Handebol, tendo inicio sua gestão em 2005.

- Participação do Estado na sua gestão no campeonato Brasileiro sub-18 masc. na cidade de Maringá/PR

- Campeonatos Brasileiros de Clubes Feminino em Goiânia

e Belém.

- Dois títulos de Times Acreanos na Taça Amazônica Masculina.

- Realizou em 2018 a Liga Nacional Masculina Conferência Norte com participação das Cidades de Rondônia, Pará

e Amazonas, sendo o grande marco no desenvolvimento

do Handebol na região Norte.

Propostas

Confira as principais propostas de Felipe Casão (Felipe Rêgobarros) para garantir ao handebol brasileiro o destaque e a relevância que

a modalidade sempre mereceu e até hoje não alcançou.

Pronahand

Programa Nacional de Desenvolvimento Técnico

Serão criados sete núcleos de desenvolvimento estrategicamente instituídos em todas as regiões do Brasil. Atletas, masculinos e femininos, das categorias de base, técnicos

e clubes vão receber cursos, treinamentos

e materiais de primeira linha. Todo trabalho contará com o acompanhamento dos técnicos da seleção brasileira.

Será um programa destinado especificamente às equipes finalistas

de campeonatos brasileiros.

Os classificados para as finais

de competições nacionais, em que suas cidades de origem estejam até

600 quilômetros da sede do evento,

vão receber 16 passagens de ônibus.

Já as equipes que forem de cidades localizadas numa distância maior do que

600 quilômetros, terão garantidas

10 passagens aéreas. Nenhum clube vai deixar de participar de campeonatos por não conseguir bancar o próprio transporte.


Além disso, o Pró-HandBrasil vai proporcionar a todos os atletas participantes de campeonatos brasileiros um seguro com cobertura para acidentes e lesões.

Beach Handebol

A modalidade contará com um grupo gestor formado por cinco integrantes. Serão criados dois projetos: o Areia do Futuro, para

a formação de novos atletas de praia,

e o Avante Beach, para aprimorar

a qualificação técnica dos atletas, incentivar o surgimento de novos clubes competidores e planejar inovações para a melhor prática da modalidade.

Diretoria de Apoio aos Atletas

(Dat)

Em uma iniciativa pioneira, essa diretoria será gerida por um atleta em atividade. Jogadores e jogadoras, tanto os de alto rendimento quanto aqueles desportistas amadores espalhados por todo o Brasil, vão poder contar com a Dat para atender as demandas específicas do segmento.

Corrupção Zero

Transparência Dez

Nossa paixão merece respeito. Chega de ver o handebol brasileiro em páginas policiais.

Serão adotadas todas as melhores práticas de governança corporativa e compliance na gestão administrativa, garantindo transparência total nas contas da entidade

e o bom uso do dinheiro público.

TV HandBrasil

Quitação de dívidas com árbitros.

Um outro importante compromisso

de Felipe Casão é quitar integralmente

a dívida com os árbitros. Além disso,

o custeio de transporte para a arbitragem será viabilizado antecipadamente. É o fim

do sistema de reembolso.

Pronahand

Além da assessoria, serão promovidos repasses financeiros de recursos obtidos com patrocínios privados para auxiliar as entidades estaduais no custeio das atividades administrativas.

Ações de responsabilidade social da Confederação serão potencializadas

Em comunicação e marketing, a nova presidência da Confederação Brasileira de Handebol terá o compromisso de estruturar a TV HandBrasil. Transmissão de jogos, notícias, eventos, entrevistas... Tudo disponibilizado neste novo canal. Também será criado um aplicativo: o HandApp. Nele, os usuários ficarão por dentro de todas as novidades do Handebol no Brasil e no mundo.

Assessoria jurídica e contábil para federações.

Com Felipe Casão na presidência, as ações de responsabilidade social da Confederação serão potencializadas com programas como: O Handebol Vai à Escola, Cidadania Handebol, HandMulher, Caravana Busão do Handebol, entre outros projetos.

Acompanhe nosso trabalho através das nossas redes sociais.

Quer saber mais? Acesse: FRENTEBRASILHANDEBOL.COM


Nossa paixão merece respeito. É hora de mudar.